BLOG
Post Institucional - Automação comercial Site.png

A IMPORTÂNCIA DA AUTOMAÇÃO COMERCIAL

Podemos definir que automação comercial é a utilização de ferramentas e métodos tecnológicos para automatizar atividades de uma empresa, seja qual for sua área de atuação.

 

Atualmente, “é a melhor opção para conectar você e sua empresa”, através de uma rede única e integrada, entre equipamentos (hardware) e sistema operacional (software).

 

Por isso, é tão importante para os empresários, pois, utilizando-se dela é possível otimizar os processos, que antes eram realizados de forma manual, gerando eficiência, produtividade, rapidez e trazendo melhores resultados nos atendimentos e na organização, de sua empresa.

 

Alguns desses processos são: Inventário, Controle Financeiro, Controle de Estoque, Venda, Emissão de documentos fiscais, etc.

 

Em súmula, a automação comercial vem para melhorar o desempenho de sua empresa, com formas mais eficazes e práticas de realizar as atividades do dia a dia, padronizando a maneira de desempenhar as funções operacionais.

Sistemas - 18 01 2021 Site.jpg

SISTEMA DE AUTOMAÇÃO EMPRESARIAL

Visando administrar sua empresa de forma eficiente, todo empreendedor, necessita do conhecimento e de ferramentas que o auxiliem em sua jornada, pois, cada tomada de decisão, implicara diretamente nos resultados da empresa.

E para atingir melhores resultados, será preciso ter uma base de dados forte, organizada e integrada, entre as áreas da empresa.

 

O sistema ERP é uma excelente solução, proporcionando auxilio ao empreendedor, para manter os processos do dia a dia em ordem, e dentre eles, podemos destacar alguns como por exemplo: receitas, despesas, estoque, fluxo de caixa, relatórios, entre outras.

 

Mas o que é o sistema ERP?

O Sistema ERP (Enterprise Resource Planning, que traduzindo significa Planejamento de Recursos Corporativos) é uma plataforma que integra soluções de gestão na mesma ferramenta, ou seja, é um grande banco de dados, que possui as informações de todos os departamentos que incorporam uma empresa.

 

Sendo assim, essa integração de dados otimiza a comunicação entre os setores, deixando mais fáceis e rápidas as tomadas de decisões, melhorando a qualidade do atendimento ao cliente, reduzindo custos operacionais, alavancando seus resultados e aumentando os lucros, de sua empresa.

Certificado Digital site - 25 01 2021.png

Certificado Digital

Você sabe o que é um certificado digital e para que serve?

O certificado digital é a identidade eletrônica de uma pessoa ou empresa, que funciona como uma carteira de identificação virtual e também permite assinar documentos à distância com o mesmo valor jurídico da assinatura no papel, mas sem precisar reconhecer firma em cartório. E sua forma de comprovar a identidade pessoa física ou de pessoa jurídica é praticamente inviolável, sendo aceito legalmente.

A validação de uma assinatura digital é vinculada ao arquivo eletrônico com os seus dados ou da empresa, para atestar que ela pertence e foi feita por quem pode utilizá-la legalmente.

 

Para que você precisa de certificado digital na sua empresa?

Utiliza-se do certificado para algumas atividades especificas, como por exemplo: o e-Social (sistema criado pelo Governo para unificar as informações da Relação Anual de Informações Sociais), Emissão de nota fiscal eletrônica NF-e, e-CAC (possibilita usar os serviços disponíveis no portal do Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal), Realização de outros compromissos fiscais, Autenticação de site e comércio eletrônico, entre outras atividades.

 

Quais os tipos de Certificados Digitais?

Existem duas categorias principais de certificado digital, o tipo A e o tipo S.

Porém, a mais utilizado é o certificado digital tipo A, principalmente o A1 e o A3. O que os diferencia é a forma como as chaves criptográficas são geradas e armazenadas, e entre esses, temos: e-CPF, e-CNPJ, NF-e, e-Saúde, e-Jurídico, e-Contador.


Fonte: https://serasa.certificadodigital.com.br/blog/o-que-e-certificado-digital-e-para-que-serve/

Dashboard blog - 16 07 2021.png

Dashboard, você está a um clique de mudar a gestão da sua empresa!

 

O Dashboard é uma ferramenta de gestão que facilita o acompanhamento e permiti a exibição de indicadores, métricas e dados que implicam diretamente na saúde financeira do seu negócio. Esta ferramenta foi pensada em meio ao enorme desafio enfrentado diariamente pelas empresas, que seria a análise e a transformação de diversos números em dados informativos, que auxiliam nas tomadas de decisões dos empreendedores de maneira mais ágil e segura.
 

Com o Dashboard é possível acessar, a qualquer momento, as informações estratégicas através da internet, utilizando equipamentos como smartphone, tablet ou computador, ou seja, transforma todos os dados disponíveis em indicadores de desempenho, em forma de tabelas e gráficos, como exemplo.


Hoje você pode gerenciar todo o seu negócio de qualquer lugar de maneira fácil, rápida e completa.

O que será possível consultar através do Dashboard:

    • Contas a pagar / Contas a receber / Movimentos e Saldo das contas financeiras / Movimentações de entrada / Movimentações de saída / Clientes / Histórico completo por cliente / Gráficos com resumos de vendas, resumos financeiros, entre outros.


Cada vez mais as empresas necessitam de agilidade e precisão nos seus processos e o Dashboard é a ferramenta perfeita para esse serviço, pois, tem como finalidade facilitar a compreensão de tudo o que está acontecendo na sua empresa, de maneira ilustrativa e objetiva, para que tanto os gestores quantos os colaboradores consigam assimilar as informações e buscar as melhores estratégias.


Além disso, proporcionar a empresa, transparência corporativa dos dados, envolve e cria uma cultura participativa com novas ideias e estratégias.

Desta forma a tomada de decisão se torna mais rápida e baseada em fatos relevantes, partindo de uma ampla e única visão de todos os dados.


Fonte: https://www.digisat.com.br/blog/dashboard-voce-esta-a-um-clique-de-mudar-a-gestao-da-sua-empresa/

Varejo do futuro AV Blog - 09 08 2021.png

O Futuro do Varejo – O que você tem feito para se adaptar as novas tendências do mercado?

A maneira como as compras são realizadas hoje em dia, vem passando por uma fase de transição, antes o que era feito em lojas familiares, vendas por catálogo ou por empresas gigantes com preço baixo, hoje ganham uma forte concorrência: o “mercado digital”.

 

Acompanhar essa transição, com relação, ao comportamento e as necessidades das pessoas, é essencial para o varejo, seja ela online ou física. Como uma possível solução, recorrer aos canais digitais de venda, se fez uma alternativa viável, para adaptar-se rapidamente a atual situação, a exemplos como o e-commerce e aplicativos de vendas online. Garantindo que o processo logístico e a visibilidade dos produtos e serviços, cheguem aos seus consumidores.

 

Com o tempo, as empresas perceberam a necessidade de aproximar-se mais dos seus clientes e público-alvo, e para isso, utilizar-se das redes sociais e/ou do comércio eletrônico, é um fator primordial para atingir esse objetivo.

 

Na atualidade, muito se ouviu falar das mudanças para o digital, e, por conta disso, a estratégia de omnichannel está cada vez mais forte no varejo, pois, as redes socias, smarthphones e sites de compra, estão se tornando enormes canais de conhecimento.

 

O setor, de uma forma geral, já vinha experimentando transformações a partir da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), meios de pagamentos digitais, novas gerações, novos modelos de negócios. O setor varejista vem passando por uma verdadeira revolução, investindo em transformação digital e na diversificação de ofertas e negócios para ganhar competitividade e também garantir sua sobrevivência e crescimento no mercado. A pandemia acelerou este processo em, pelo menos, dois a três anos e fez que grandes varejistas buscassem conciliar estratégias de atuação em lojas físicas e on-line.

 

Intensificou-se também um movimento de fusões e aquisições para complementar e ampliar ofertas, inclusive com o ingresso em outros setores de atuação como financeiro. Segundo um artigo do Google, no canal” ThinkwithGoogle“, um dos grandes impactos da pandemia no varejo foi a aceleração digital, um dado relevante é que 13% dos brasileiros comprando de lojas via smartphone pela primeira vez, e 11% experimentaram comprar online e retirar na loja. O Mercado Livre registrou, na América Latina, mais de 22 milhões de novos usuários. Fonte: Revista Varejo Brasil.

 

Ao realizar uma análise do atual cenário, muitas empresas teriam fechado as portas se não tivessem inovado, ou pelo menos, aderido as novas tecnologias e formas de vender, como exemplo o e-commerce, marketplace, delivery, Pix, entre outros métodos.

 

Fora a digitalização que se fez mais presente nos negócios, à expansão dos modelos baseados em relacionamento, devem estar atentos às movimentações do mercado e as mudanças de hábitos dos consumidores, para assim, conseguir aumentar as chances de sucesso nas vendas.

 

Em suma, estudar as tendências não se trata apenas de conhecer as inovações do mercado, mas também, de entender como se aplicam os novos conceitos em seu negócio e adapta-los a sua necessidade.

 

Mas quais são as tendências de consumo para os próximos meses?

    • Entregas super rápidas: solução para não perder a chance de efetuar uma venda;

    • Delivery: forte tendência que veio para ficar; 

    • Novo ecossistema de pagamentos: oferecer práticas de pagamentos sem contato;

    • Digitalização dos negócios: criar experiências digitais perante a situação da pandemia; 

    • Venda multicanal: o consumidor deseja fazer suas compras quando e onde achar mais conveniente;

    • Live shopping e shop streaming: transmissão de vídeo pela internet aprimorando a experiência de compra no varejo;

    • Multiexperiência: variações do uso da tecnologia para misturar o físico e o digital; 

    • Comprar online e retirar na loja: integrar o canal físico e virtual para oferecer benefícios e facilidades ao consumidor. 

    • Chatbots: ferramenta que permite otimizar o processo de atendimento ao cliente, enquanto coleta dados sobre ele.

    • Sustentabilidade: produtos e serviços com baixos impactos nas gerações futuras;

    • Marketing sensorial: utilizar recursos visuais e sensoriais que trabalhe os cinco sentidos: olfato, tato, visão, audição e paladar, que fazem lembrar da sua marca e criar um laço emocional com o cliente. A música ambiente é um bom exemplo;

    • Varejo frictionless: oferecer conveniência, personalização, agilidade, segurança e facilidade para o cliente;

    • Impacto nas lojas físicas: reavaliação dos varejistas sobre o papel de suas lojas, provocando uma reinvenção dos pontos de venda.

 

Uma outra inovação importante do varejo, para a eficiência dos novos recursos, seria trabalhar com um sistema integrado de gestão empresarial, no qual, seja possível obter soluções como: redução do atrito na compra, digitalização no ponto de venda, comércio eletrônico, investimento em tecnologias avançadas, adesão aos novos meios de pagamento, relatórios específicos.

 

Ao compreender melhor o comportamento de compra e consumo, ele será como um guia particular, para planejar suas estratégias e, consequentemente, ampliar sua área de atuação com diversas possibilidades e diferenciais, para seus clientes.

 

E você o que tem feito para adaptar-se as novas tendências? 

 

Fonte: https://www.digisat.com.br/blog/o-futuro-do-varejo-o-que-voce-tem-feito-para-adaptar-se-a-esta-nova-fase/

 
 
NOVIDADES

Ca$h Back - Novo recurso do sistema.